14 de março de 2013

POETA DAS CORES

Ilustração feita por Maria Tereza Penna baseada em Peihang Huang

Eu poderia dizer que fiz os versos mais tristes essa noite...
Usaria as cores animadas no Preto e no Branco.
Queria apenas a verdade: Preto no Branco
Mas já disseram e fizeram tudo que poderia ser feito no Preto e Branco.
Já cantaram, dançaram, pintaram e bordaram em Preto e Branco.
Que mais eu poderia oferecer?
Os sentimentos mais profundos já foram expostos em Preto e Branco
A alma já fora desnuda em Preto e Branco.
Então por que eu?
Por que desejei fazer amor à cores?
Por que essa insana e audaciosa pretensão?
Não!... Isso é para aqueles que  têm coragem e estão entrelaçados...
Por uma teia transparente entre os tons e meio tons de cinza.
Não para uma sombra da perfeição bicolor onde todas as cores se encontram...
Simbióticas, osmóticas... ou purificadas em prisma
Apenas cores... únicas e libertas
Apenas o perfume...
Das flores na aura dos sonhos...



Já disseram tudo que havia para dizer

Nenhum comentário:

MINHA FORTALEZA


VOLTA PRA MIM!!!
MESMO QUE ESTEJA EM OUTRA DIMENSÃO!!