21 de junho de 2016

BANDIDEX

Tudo dentro do contexto, faz sentido...
Fora, é plausível de discussão e julgamento imparcial ou falho!
Não tens inimigo mais poderoso, mais astuto, mais emperrado e mais doméstico do que o teu amor-próprio. Se queres errar frequentemente sentencia pelo seu voto.
-- (Pd.) Manuel Bernardes

Uma vírgula, um ponto, uma frase fora do contexto pode te condenar ao purgatório.
Escrevendo a essa hora, pensando sobre o que incomoda.
As vezes somos cruéis conosco, o que nos obriga a meditar às 2:00 da manhã e correr para registrar a culpa, almejando a redenção.
Falei sobre um caso ocorrido em 1977. Veio a tona para levantar uma discussão.
Uma colega ia trabalhar com trajes não convencionais ao ambiente de trabalho, e que já saíra  algumas vezes, com o dono da empresa, trabalhava para sustentar a família, acabou se envolvendo em um caso Sui Generis.
Não havia computador para nós em 77. E recorrer ao Aurélio era a alternativa para menos erros e maiores desempenhos. Era o livro mágico das palavras..
Procurávamos o Glossário há mais de uma semana em vão. fomos obrigados a adquirir outro exemplar, devido ás nossas demandas.
De repente, eis que ele aparece como uma almofada, onde o que nomeei de "Piriguete" ontem, estava sentada, fazendo do livro um trono particular.
O "dono " da "firma", o tal que saíra com a Piriguete desabafa: Inteligência, quando não entra por cima, tende a entrar por baixo! 
E saiu marchando chão pesado.
Por que eu nomeei a colega de piriguete?
Por que ela era livre para fazer o que bem entende? Respeitar locais, normas, é imprescindível. Porém ela obtera salvo conduto, pois o Dono era um Bandidex! Ele era Lei local, Sed lex dura lex com poderes de abrir e fechar portas. Então ela estava no espaço que preenchera. Por que julgamos com malícia e não com a imparcialidade ou com honestidade?
 Justiça seja feita, ela era bonita, cuidava de uma família, conseguia digitar, o que era imprescindível nas épocas das IBMS.
E vemos que o mundo mudou... Ou não... Não importa desde que respeitemos a nós e aos outros...
Ouvi sobre "Empoderamento" . talvez seja isso que me fez pronunciar com maldade a palavra desfrutável.
Podemos sim! com normas, pensamentos e talentos particulares impactar multidões. Com verdade e atitudes libertárias. dar um basta na violência doméstica, na discriminação e na arbitrariedade dos que impõe ou explora vulneráveis. Independente de raça, credo ou gênero.
Conheço Ladys, Godivas ou apenas mulheres que saem nuas às ruas. Mulheres na simplicidade ou na liberdade. No sentimento ou na exposição de serem elas mesmas. Mulheres domésticas ativas  ou agrestes. Algumas carregam transtornos na alma e na mente. Estigmatizadas ou diagnosticadas, Porém, nada justifica o assédio, a violência ou o ESTUPRO. Agora com permissão COLETIVA! UMA CULTURA abominável vem a tona. Nossa civilização adoeceu!
Vi, agora, no instante em que liguei o computador, a Tina Turner em seus 78 anos. Bela, Altiva, e Capaz,  vestida como uma "Piriguete" motivando pessoas a continuarem vivas e muito felizes!
Quer saber? VIVA O Rrock n roll! Viva o ROCK!VIVA O POP! Viva as "Piriguetes"!

Diva! Guerreira! Libertária! Não é a Lady Godiva! 
É a TINA TURNER!

Nenhum comentário:

MINHA FORTALEZA


VOLTA PRA MIM!!!
MESMO QUE ESTEJA EM OUTRA DIMENSÃO!!