3 de dezembro de 2019

Eu fiz isso? Então véi doei de verdade!


Estava grávida, era ano de 1978,  esperando minha  primeira filha quando Cristina Bretas minha amiga de anos,  completa agora 52 anos de amizade, me pediu para criar um cartaz para AMDA. Já estava em trabalho de parto mas peguei um bico de pena. E pedi que colocasse a carta do índio americano abaixo. Sei que venderam milhares de cartazes e essa ulta remessa foi no Silk screen. Fui para o hospital e não tive mais notícias. Aliás a vida se transformara para mim
Doei canetas de nanquim, esquadros, réguas T, pranchetas, tintas, ecolines, papéis, aerógrafo etc. Nos meus 21 anos acreditava que eu agora era Mãe. E que viveria para isso... Santa ignorância... Mas acreditei de verdade. Passados 9 anos, eu entro em um bar e vejo o cartaz: Eu digo: Que lindo! Quem fez? Eu me aproximo e vejo minha assinatura lá. Aí eu exclamou Oh! Oh! Oh! E fiquei calada para que não pensassem que eu era doida. Estava fazendo terapia e contei o caso para o psicólogo. Ele confirmou: Tenho o quadro aqui,.mas terá de me pagar por ele se quiser tê-lo de volta. Claro! Pintei um quadro novo para ele. Troocamos. Se ele não tivesse o quadro, seria mais um a me chamar de louca. Obrigada S.P.A. terapeuta. Creio que ser voluntária seja isso. É nem saber o que fez....Agora sei que venderam 9000 cartazes. E quem sabe eu faço mais ....

Nenhum comentário:

MINHA FORTALEZA


VOLTA PRA MIM!!!
MESMO QUE ESTEJA EM OUTRA DIMENSÃO!!