7 de abril de 2011

Eu nasci antes da propaganda do "Estadão" e após Raul Seixas.




Eu nasci antes da propaganda do "Estadão" e após Raul Seixas.
Foi a única coisa que me veio à cabeça para me definir quando entrei no Twiitter.
Me assustei com aquelas vozes que diziam coisas desconexas, mas todas conectadas por algo que não soube entender ou digerir.
Fechei tudo e só voltei a olhar por uma fresta na porta alguns meses depois.
Havia feito um poema que terminava dizendo:
Eu sou a mosca na sopa,
Eu sou a mosca no seu quarto.
Plagiando ou revivendo Raul Seixas, não importa...
Eu estava indignada por que o Estadão (Jornal do Estado de São Paulo) aparecia na TV, se apropriando indevidamente de algo do tão maravilhosamente expressado por meu amigo.
Digo amigo, por que está presente e foi um presente para mim, e creio que para todos da minha geração.
Não sei como, por que qual era a razão verdadeira do carisma e da intensidade das mensagens de “Rauzito”.
Lembro-me da última vez que ele esteve em Belo Horizonte em 88.
Eu trabalhava e ainda trabalho com design,e publicidade.
Todos, na empresa, só falavam da chegada de Raul, mas sempre sussurrando e pediram para que eu adiantasse parte do pagamento dos salários, só para eles verem, o que estava por vir.
Fomos todos ao Ginástico, onde se apresentaria O Mago, para ver "ele mostrar a "sua" Cara".
Havia uma multidão de jovens e adultos se enfileirando para comprar ingressos e outra para entrar no Ginásio.
Era algo espontâneo, algo que acontecia no íntimo e estimulava a vontade de estar ali. Simplesmente estar ali...
Não sabíamos e não entendíamos, ou talvez somente queríamos ouvir pela última vez, quem nos dizia algo real, algo palpável, mas com alta dose de transcendência.
Havia um policiamento ostensivo e também bastante agressivo. Não deixavam as pessoas entrarem e agrediam escandalosamente Jovens que a essa altura já estavam descamisados e visivelmente alterados.
Alguns pagaram os ingressos e não podiam ter a contrapartida do contrato.
Estávamos já em 88, mas a ditadura ainda reinava absoluta, apesar de declarações de regime democrático. Mas a forma do autoritarismo, era velada e torturante.
Compra e venda! É a regra, mas não se segue regras na ditadura. Só podemos obedecer aos comandos!
Algumas pessoas podem, outras não podem. É assim que funciona! E quem define isso? Quem, pelo amor de Deus?
Algumas pessoas são destinadas ao “obscurantismo” pelas “Cabeças Pensantes”, outras são endossadas e financiadas pela loucura que reina nas mentes autoritárias e conservacionistas do antinatural, do anti-humano e do insustentável.
Só são agraciados pela “Unanimidade” corrompida os que não "incomodam". Ele foi vítima da sua própria consciência e limitações. Mas, ele reconhecia o melhor e tentou fazer o melhor no seu tempo.
Geralmente os grandes artistas, as grandes almas, os grandes espíritos, só ficam famosos ou aparecem na mídia depois de mortos!
Monteiro Lobato, Raul Seixas, Jim Morrison, Van Gogh, e outros tantos que foram excluídos pelas centrais de inteligência e pelos estrategistas, mas enriqueceram os Marchant’s e os mercenários.
Ninguém chuta cachorro morto!
E Raul se apresentou num ginásio vazio, mas honrou o compromisso. Bêbado, mas honrou.
Desiludido? Não, não é uma palavra para o Raul! Incompreendido? Muito menos, pois, analfabetos, intelectuais, medíocres e, virtuosos, todos, sem exceção, entendiam as verdades de Raul.
Cantou para uma platéia ausente, mas ligada e religada (Religare), que não ouvia sua voz falante, mas escutava sua voz cantante por mentes conectadas.
Eu voltei antes de começar a pancadaria, é claro! Sobrevivência a qualquer custo! Mas alguns permaneceram ali, solidários e compactuados. Alguns retornaram desiludidos, revoltados e com a carne machucada.
Foi assim, é assim e sempre será!
E eu quero ir além... Raul morreu um ano depois do show em BH.
Eu não quero ser "Essa Metamorfose ambulante" Eu quero apenas Ser...
Então eu digo: Eu quero Ser...
E para Épocas... E para Dias... E para Anos... (Gênesis)

Maria Tereza Penna


I was born before the propaganda of the "Estadão" and after Raul Seixas. It was the only thing that came to mind for me when I entered the set Twiitter. I got scared of those voices that say things unconnected, but all connected by something that could not define or digest. I closed everything and just went back to look through a crack in the door a few months later. Had made a poem that ended by saying: I'm the fly in the soup, I'm the fly in your room. Plagiarizing or reliving Raul Seixas no matter ... I was outraged that the newspaper (Jornal de São Paulo ) appeared on TV, of improperly appropriating something so wonderfully expressed by my friend. I say friend, that is present and it was a gift to me, and I think for all of my generation. I do not know how, why, what was the true reason of charisma and intensity of messages "Rauzito". I remember the last time he was in Belo Horizonte on 88. I worked and still work with design and advertising.Everyone in the company, spoke only of the arrival of Raul, but always whispering and asked what good portion of the payment of wages, only for them to see what was coming.
We all went to the gym, where the magician is present, to see "show him" their "Dude." There was a crowd of teenagers and adults queuing up for tickets and another to enter the Gym. We did not know and did not understand, or maybe just wanted to hear the last time, who told us something real, something tangible, but with a high dose of transcendence. There was an ostensive and also very aggressive. Do not let people enter and aggression towards outrageously Youth who by this time were already shirtless and visibly changed. Some paid the tickets and could not have consideration for the contract. We were already at 88, but still reigned absolute dictatorship, despite claims of a democratic regime. But the form of authoritarianism, it was veiled and torturous. Buy and Sell! It is the rule, but it does not follow rules in a dictatorship. We can only obey the commands! Some people can, some can not. That's how it works! And who defines it? Who, for heaven's sake? Some people are destined for the "obscurantism" by "talking heads", others are endorsed and funded by the madness that reigns in the minds of conservationists and unnatural authoritarian, anti-human and unsustainable. Are only honored by "Unanimity" corrupted the "Salieri's". Not that I do not respect Salieri, he was the victim of his own conscience and limitations. But he acknowledged the best and tried to make the best of its time. Usually the great artists, great souls, great minds, become famous or just appear in the media after death!

Monteiro Lobato, Raul Seixas, Jim Morrison, Van Gogh and many others who were excluded by the central intelligence and the strategists, but enriched the Marchant's and mercenaries. Nobody kicks a dead dog! And Raul is presented in an empty gym, but honored the commitment. Drunk, but honored. Disillusioned? No, not a word for Raul! Misunderstood? Much less, therefore, illiterates, intellectual, and virtuous poor, all without exception, they understood the truths of Raul. He sang for an audience away, but on and on again (Religare), who did not hear his voice speaking, but heard her singing voice by minds connected. I'm back before you start bashing, of course! Survival at any cost! But some remained there, supportive and colluding. Some have returned disillusioned, angry and bruised flesh. So it was, is and will always be so! And I want to go beyond ... Raul died a year after the show in town. I do not want to be "This metamorphosis" I just want Ser .. So I say: I want to be ..
I'd rather be...
And Times ... And to-day ... And for years ... (Genesis)
 

Walking Metamorphosis
Raul Seixas
Lyrics Raul Seixas


I prefer to be
This metamorphosis
I'd rather be
This metamorphosis

Than to have that old opinion
Formed on everything
Than to have that old opinion
Formed on everything

I mean
Now, the opposite of what I said before
I'd rather be
This metamorphosis

Than to have that old opinion
Formed on everything
Than to have that old opinion
Formed on everything

About what is love
About what I do not know who I am

If today I'm a star
Tomorrow has faded
If today I hate you
I love you tomorrow

I love you
 
Afraid of you
I love you
I'm an actor

It sucks to get
The one goal at a glance
I want to live
At metamorphosis

Than to have that old opinion
Formed on everything
Than to have that old opinion
Formed on everything

About what is love
About what I do not know who I am

If today I'm a star
Tomorrow has faded
If today I
hate you
I love you tomorrow

I love you
 
Afraid of you
I love you
I'm an actor

I'll recant
That everything I told you before
I'd rather be
This metamorphosis

Than to have that old opinion
Formed on everything
Than to have that old opinion
Formed on everything

Um comentário:

Andréa Destefani disse...

Ah os Salieris deste Brasil varonil....Acredito no equilibrio entre o bem e o mal, mas acho que neste Brasil há mais Salieris do que qualquer outra coisa. Sei que não sou a mocinha da história, mas tento dar um pouco do equilíbrio pra toda esta energia que circula impune por aí. Sabe Maria tua luta não é vã, porque sabes onde quer chegar e vou deixar aqui um veredito de uma macumbeira: nesta terra de bananas aindas vais ser rainha, porque as pessoas precisam de gente como vc. Bom, vc vai me perguntar o porquê, mas já te respondo: Você é a luz no fim do túnel, a metamorfose ambulante que alguns precisam pra despertar. Eu boto fé em ti!

MINHA FORTALEZA


VOLTA PRA MIM!!!
MESMO QUE ESTEJA EM OUTRA DIMENSÃO!!