13 de outubro de 2012

CEM CULPAS - 100 deleites


Estou realizando...
Aproveitei esse feriado para fazer o que eu precisava realizar...
Transformando em fibras caules de bananeira e folhas de abacate, sou útil à mim mesma.
Estou fazendo a tarefa para que eu possa me concretizar imagens.
Elas ainda estão presas no meu inconsciente...
Muita indecisão só de pensar em liberta-las...
Mas já está decidido! Elas irão embora...
Voarão livres? Eu não sei...
Elas terão que abrir as portas...
A única coisa que sei é que estou inconsolável...
As lágrimas escorrem a todo instante
Enquanto eu faço... Eu me desfaço em pranto
É tanta emoção... Tanto prazer
Que me sinto envergonhada
Sinto-me egoísta nessa trama...
Um esforço único
Indivisível...
Irredutível...
Tanta culpa... Tanta culpa me dá esse prazer solitário...
Que sempre adio o momento...
Ou liberto o que já está adulto e maduro
Ou me consumo em lamento...
Enquanto eu me rechear de maçãs
Eu carregarei culpa.
Então eu assumo as bananas!
Não é apenas uma troca de nutrientes
É uma troca de atitude
Enquanto eu desfio cores e texturas
Eu teço a minha arte...

Nenhum comentário:

MINHA FORTALEZA


VOLTA PRA MIM!!!
MESMO QUE ESTEJA EM OUTRA DIMENSÃO!!