31 de dezembro de 2012

SER SUSTENTÁVEL


Ela chorou tanto no final de 2011 que ficou assim.
Mas agora ela não chora mais...


SER SUSTENTÁVEL

Experimentar é a chave para a sabedoria.
O sábio que só teoriza não é um mestre completo.
Se deixar levar por idéias e sonhos é percorrer caminhos onde as sensações estarão nos transportando por dimensões e só nossa percepção poderá  observar.
Cada um tem seu modo de descrever e avaliar vivências e experimentos.
E as diversas camadas que recobrem a existência são únicas para cada ser.
Só o espectador pode decifrar o que o instante lhe revela.
Mesmo que seja visto por milhares, o espetáculo é original para um indivíduo.
Para duas pessoas serão duas visões de um mesmo fenômeno.
É aí que o julgamento não satisfaz quando pretende fundamentar e embasar fatos.
As sensações são particulares e depende do momento de cada um.
Os sentimentos se manifestam quando estamos libertos e vulneráveis.
Não decidimos o que, quando, como e onde sentir.
Simplesmente sentimos... E é isso que nos faz e nos diferencia quanto humanos.
A intensidade, a veracidade, a razão, a necessidade, a paixão com que nos move é o que nutre e molda nossa personalidade.
Somos gerados e alimentados por vibrações que emanam das sensações e dos sentimentos.
E isso é pura magia!...
Aprendi nesses últimos anos que poupar emoções faz mal para a saúde.
Não é importante quais sejam... O que realmente importa é o que fazemos ou aprendemos com elas.
Economia  é para energia, não para sentimentos.
Então para 2013, sejamos mais sustentáveis.
A saída é: Precisar Menos cada vez Mais!
Precisar menos ter do que ser.
Precisar menos pedir que doar.
Precisar menos falar que ouvir.
Precisar menos atuar que sentir.
Precisar rejeitar menos que aceitar.
Precisar somente do necessário.
Do alimento e da beleza...
Da expressão da música e da imagem.
Então estaremos em sintonia com natureza e o universo.
Assim, e só assim, poderemos conseguir o que nos parece humanamente impossível: 
Amar mais que ser amado.

PS: Essa é a minha meta para 2013:
Sentir menos raiva, sentir menos ciúmes e menos orgulho. Não sei e nem imagino como vou conseguir...
Mas a recompensa é: UM SER HUMANO MELHOR

4 comentários:

Sylvio Mário Bazote disse...

Inteligente e sensível o texto!
Parabéns.

Sylvio Mário Bazote disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Maria Tereza Penna disse...

Estou sentindo sua falta. espero que esteja feliz! Bjs

Maria Tereza Penna disse...

Estou sentindo sua falta Mário.... Faltou dizer... sorry

MINHA FORTALEZA


VOLTA PRA MIM!!!
MESMO QUE ESTEJA EM OUTRA DIMENSÃO!!