30 de novembro de 2015

Sepultura


Carlos Drummond fez mais por Itabira que o extrativismo irresponsável. lamentou por um Doce Rio, morto em vida.
Lá não há metrôs, nem foguetes, nem Transformers que anunciem uma nova Era.
Aleijadinho fez mais pelo Circuito do Ouro com seus braços de madeira que 450 anos de exploração assassina. Os templos estão cobertos do metal precioso e a região coberta pela Lama.
Levaram todo nosso metal e construíram transportes velozes enquanto nosso transporte não passa de "Jardineira" sem flor.
Chegaram a outros planetas enquanto passamos uma vida dentro de caixas de latas. Quantas horas os brasileiros passam por dia em caixas de latas?
Não há nada que se possa aprender em caixas de latas com rodas, a não ser esperar, esperar, esperar...
Prisioneiros que entram sem resistir em suas celas divididas com dezenas de outros "Esperantes".
Entram por livre e espontânea vontade e ainda pagam para isso. Ao contrário de criminosos que recebem para entrar em suas celas, eles pagam...Pagam mais que pelo dízimo.. O que emprega e o que é empregado.. O que acredita e o que é beneficiado pela crença
Deveria ter ônibus com cursos a distância. Mais Caixas de lata com rodinhas... Quem sabe não desativam as escolas e fazem das Caixas de Lata, micro escolas que nos ensinem algo melhor que esperar. Esperar feito Pedro Pedreiro...
Esperar por um ônibus, mais uma hora, mais um dia, mais uma vida... Ou seria pela morte?
Enquanto os metrôs levam as pessoas a um destino, aqui os"Esperadores" esperam por um "Vingador do Futuro"... O que nos chega pela TV... Ou apenas esperaram apáticos e catatônicos.... sem ter pelo que esperar...
Cidades devastadas pela Lama..desoladas pelo medo.de perderem seu "Ganha Pão", saqueadas e destroçadas pela perseguição dos que denunciavam crimes, dos que lutavam por um lugar melhor.
Dizem que: Por onde as mineradoras passam, a natureza se renova e passa a atrair o turismo.
Realmente, em Minas mostraremos ao mundo as barragens de rejeitos.Holocausto de Vida e de Futuros..
Ouro Preto ficará para nos lembrar que bodes expiatórios fazem mais por um país que toda sua riqueza em ouro.
Estamos literalmente sem chão!
Não temos onde plantar, onde beber, nem onde pisar.
Não temos mais refúgio. Minas é o retrato da miséria..
Dos que se venderam, dos que perseguiram, dos que mataram, dos que não acreditaram que podiam fazer mais coisas além de serem toupeiras humanas. Só faltam enterrarem as mãos de Antônio Francisco Lisboa nos dejetos tóxicos. Ainda acreditam que a lepra é a maldição dos séculos seclorum...
Enquanto se divertem nas redes com o que seria óbvio e consequente em outros lugares, Empresas fogem do país sem dar satisfação. Levam todo "fruto" da atividade das suas "Facções Criminosas" a outras paragens. Ficam com o BÔNUS E NÓS COM O ÔNUS! e ainda  dizemos: Amém!...



Um comentário:

Sylvio Mário Bazote disse...

Tristes e verdadeiras reflexões...

MINHA FORTALEZA


VOLTA PRA MIM!!!
MESMO QUE ESTEJA EM OUTRA DIMENSÃO!!