20 de maio de 2020

Rever para Seguir

Estou cansada. Pessoas tendo de buscar deveres, para Casa nas escolas. Gastando muito mais. Estão usando a estrutura da pessoa, local da pessoas, internet das pessoas e alguns locais nem aula online. Vendo pais de crianças concordando a pagar o mesmo valor e esses governantes não estão nem aí. Estão cobrando o mesmo valor mensal com qual justificativa? As redes não estão nem aí. Para a justiça pouco importa o cidadão comum. Para os grupos pouco importa. Se for poesia, se for artes plásticas só artes plásticas., Se for de agricultura, só agricultura. Pouco importa se diminuíram o salário do professor e cobram do aluno mesmo valor. Quem são esses oportinistas? A linha de frente então é a internet. Se não pagar ou não tiver como acessar, você é um Pária. Estão torturando pessoas com cobranças indevidas. Obrigando-as a pagar o que não escolheu. Cadê a justiça? Pagando pelas aulas online o mesmo que pagava em uma escola. O governo precisa ser processado. Pessoas com direito aí benefício sendo excluídas por fascistas,  grupos com ideologias genocidas e arbitrária que estão alimentando bancos de dados e excluindo arbitrariamente. Prestem atenção. Estamos restritos a grupos. Vivendo em grupos ligados pela internet. No Brasil é paga e cara. Estão excluindo o Brasil Países com mortalidade muito maior está manipulando dados e colocando o país inviável. Estamos na eminência de máscaras, luvas, e governantes insensíveis e bizarros  Precisamos sobreviver e  sob a governança de  Mercenários,  de " Desposta s totalitarios" espalhados  pelos cantos com suas ditaduras redundantes.
E ninguém se manifesta. Ninguém quer ver e buscar justiça. Como recomeçar sem olhar para trás e ter um futuro pela frente? Agora entendi uma Mulher.. A de Ló E as pessoas acreditarem na volta do Filho de Deus que se fez homem, acreditar na vinda ou Volta do criador, ou não acreditar num Salvador, não podem continuar.ignorando que somos parte de um imenso grupo. Infinito em sua essência. O Sal não será direito e nem pagamento pela vida. E o valor da vida continuará médido e equivalente não ao Suor do teu rosto, porém no salário a que avaliarem seu preço. Sobrevivam! Façamos a nossa parte  acreditando que não nos tornaremos uma estátua de sal. " Quem não olha para trás, não pode mesmo ir longe.
"O Pequeno  Príncipe"

María Tereza Penna

Um comentário:

Sylvio Mário Bazote disse...

Entra crise financeira ... sai crise financeira (rapidinho)
Nova crise financeira ... tempo de vida se esvai
Entra crise moral ... não sai crise moral
Estamos atolados na ignorância